Arquivo para poesia

Posted in Devaneios with tags , , , , , , , , , , , , , , on 1/outubro/2013 by Ernesto de Souza

Aproveitou o momento, pediu uma caneta emprestada. Ela abriu o estojo de maquiagem e pegou um lápis.

De olho?

O lápis de olho e os guardanapos servirão.

Lembrar de nunca passar a limpo.

Anúncios

Posted in Devaneios with tags , , , , , , , on 17/setembro/2013 by Ernesto de Souza

Ao sair do quarto, reparou ao lado da porta um cesto de lixo transbordando folhas de papel amassadas, pegou uma folha que estava fora do cesto, desamassou, leu, sorriu, dobrou carinhosamente, guardou no bolso de traz da calça jeans. Uma última lembrança.

Linda, a dor não é tão glamourosa assim afinal…

Posted in Citações with tags , , , , , on 24/outubro/2012 by Ernesto de Souza

“O primeiro a morrer.
O primeiro a escrever
versos em folhas secas para o acaso levar.
De que me adianta anotar
frases que não vou usar?”

Nenê Altro – Dance of Days