Arquivo para cama

Sentirei sua falta.

Posted in Poesia with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 6/novembro/2013 by Ernesto de Souza

Sentirei sua falta quando acordar e olhar para o lado vazio da cama;

Sentirei sua falta ao não ter com quem brindar meu café pela manhã;

Sentirei sua falta quando não tiver ninguém para disputar o último bolinho;

Sentirei sua falta quando acontecer algo bom, por não ter com quem dividir;

Sentirei sua falta quando acontecer algo ruim, por não ter a quem pedir colo;

Sentirei sua falta ao poder cantar e desafinar e ninguém pedir para que eu pare;

Sentirei sua falta por deixar ás lágrimas caírem, pois ninguém as enxugará.

Sentirei sua falta.

E ao me encarar no espelho e não ver as marcas de beijos e arranhões lembrarei que as cicatrizes são internas e sentirei ainda mais sua falta.

Três horas da manhã

Posted in Poesia with tags , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , on 7/outubro/2013 by Ernesto de Souza

03:00 AM

Noites de sono são raridades.

Insônia X Pesadelo.

Essa noite ele dormiu, e ela veio visitá-lo, mas não veio sozinha.

Disse que estava feliz, queria ele ser a razão de sua felicidade.

Acordou, sentou na cama.

Sensação de vazio.

Colocou os óculos, olhou para o relógio.

Já algumas semanas, quando consegue dormir acorda neste mesmo horário.

Sair este horário?

A madrugada reserva monstros lá fora.

Piores que os monstros do meu espelho?

03:00 AM

Os portões do inferno estão abertos.

Deixai toda esperança ó vós que entrais.

A esperança é a única que morre.