Deixaram-no sozinho, contrariando o que os médicos disseram.

Ele subiu as escadas, caminhou até a janela e se equilibrou com a ponta dos pés no parapeito.

Uma voz gritava de dentro do seu peito: “Não pule.”.

E ele a respondeu em alto e bom som: Não vou pular, só precisava respirar ar puro.

Dicas, Sugestões, Comentários ou coisa que o valha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: