Capítulo Um – Mas não necessariamente um começo.

Ele acordou, abriu os olhos e não se lembrava de nada.

Um sorriso nasceu em sua face.

Mas aos poucos a realidade foi tomando forma, um bombardeio de pensamentos atingiram o vazio da sua mente, e então o sorriso deu lugar ao rosto sério e cansado.

Ele preferia não ter acordado.

Qual o motivo?

Alguns se atreviam a perguntar, mas eu não me atrevia a responder. E mesmo se eu conseguisse explicar, ninguém entenderia, o esforço seria em vão.

Você me questionaria, duvidaria de minha palavra, não entenderia, e acharia que sou louco. E talvez eu seja.

Anúncios

Dicas, Sugestões, Comentários ou coisa que o valha?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: